Monday, 17 December 2018

13 artistas que trazem mensagens sustentáveis em suas obras

catraca livre
https://catracalivre.com.br/entretenimento/13-artistas-que-trazem-mensagens-sustentaveis-em-suas-obras/

13 artistas que trazem mensagens sustentáveis em suas obras

Preocupados com o meio ambiente, alguns artistas vão além da estética e utilizam suas obras para transmitir mensagens de consciência e sustentabilidade.
Confira 12 talentosos eco-artistas que estão redefinindo o relacionamento da arte com a Natureza:
Chris Jordan
O fotógrafo Chris Jordan compõem incríveis fotografias ao reorganizar objetos comuns, como tampas de garrafas, lâmpadas e latas de alumínio.
Batizada de “Plastic Cups” (Copos de plástico), essa imagem, por exemplo, é composta por 1 milhão de copos de plástico – número usado em vôos de companhias aéreas americanas a cada seis horas.

Henrique Oliveira
À procura de novas texturas para sua arte, o artista brasileiro Henrique Oliveira reutilizou tapumes de um portão em deterioração para criar sua primeira instalação.
Somando arquitetura, pintura e escultura, a madeira de sucata utilizada na obra de Oliveira lembra traços de pincel, e é hoje a marca registrada do artista.

Nele Azevedo
“Melting Men”, projeto mais famoso da artista visual Nele Azevedo, expõem centenas de bonequinhos de gelo, com o objetivo de abordar um dos assuntos mais urgentes que ameaçam a nossa existência neste planeta: os efeitos das mudanças climáticas.
Em 2009, Azevedo se uniu com o World Wildlife Fund e colocou 1.000 figuras de gelo na Praça Gendarmenmarkt, em Berlim. A instalação foi programada para corresponder com o lançamento do relatório do WWF sobre o aquecimento do Ártico.

Agnes Denes
Pioneira na arte ambiental e na arte conceitual, Agnes Denes plantou um campo de trigo de dois hectares em Manhattan, a apenas dois quarteirões de Wall Street.
Após o plantio, mais de 1.000 quilos de trigo foram colhidos e distribuídos para 28 cidades ao redor mundo.
Batizado de “Wheatfield – A Confrontation” (Campo de Trigo – Uma confrontação), o projeto foi concebido em 1982 e é o mais conhecido da artista.

Bernard Pras
Em seu trabalho, o artista francês Bernard Pras reaproveita centenas de objetos encontrados em aterros, e literalmente transforma lixo em arte.
Olhe atentamente para a sua arte e você vai encontrar de tudo, desde papel higiênico e latas de refrigerante até penas de aves.

John Fekner
Em sua obra, o artista de rua John Fekner traz mensagens e símbolos que destacam questões sociais ou ambientais, provocando a ação de cidadãos e autoridades de New York.
“Wheels sobre Indian Trails”, mostrada aqui, foi pintada em 1979.

Andy Goldsworthy
Andy Goldsworthy é um artista britânico conhecido por criar lindas esculturas ao ar livre, a partir de materiais naturais, incluindo pétalas, folhas, neve, gelo, pedras e galhos.
Na foto abaixo você pode conferir a obra “River Stone”, uma escultura em forma de serpente, construída com 128 toneladas de arenito recuperado dos escombros de edifícios de São Francisco, derrubados por terremotos em 1906 e 1989.
Um dos poucos trabalhos permanentes de Goldsworthy, ela pode ser vista na Universidade de Stanford.

Roderick Romero
Roderick Romero constrói casas na árvore e lindas esculturas inspiradas na natureza a partir de sucatas ou materiais reciclados.
Inteiramente construída com madeira recuperada, a “Lantern House”, mostrada abaixo, está situada entre três árvores de eucalipto em Santa Monica, na Califórnia.

Sandhi Schimmel Gold
Sandhi SchimmelGold transforma lixo eletrônico e resíduos de papel em arte.
Com uma forte mensagem ambiental, além de lixo, Gold utiliza tintas não tóxicas, à base de água, para compor lindos mosaicos.

Sayaka Ganz
Sayaka Ganz diz que foi inspirada por crenças xintoístas japonesas que diz que todos os objetos têm espíritos e aqueles que são jogados fora “choram à noite dentro da lata de lixo”.
Com esta imagem vívida em sua mente, ela começou a coletar materiais descartados – utensílios de cozinha, óculos de sol, eletrodomésticos, brinquedos, etc – e incluí-los em suas obras de arte.
Ao criar suas esculturas únicas, Ganz ordena seus objetos em grupos de cores, constrói uma armação de arame, e depois, meticulosamente, atribui cada objeto para o quadro criando novas formas que normalmente viram animais. Este se chama “Emergência”.
“Meu objetivo é que cada objeto deve transcender suas origens. Este processo de recuperação e regeneração é libertador para mim como artista”, explica a artista sobre a sua obra.

Nils-Udo
Na década de 1960 o pintor Nils-Udo passou a introduzir materiais naturais, como folhas, frutos, plantas e galhos, em sua arte.


Felicity Nove

As criações de Felicity Nove utiliza apenas tinta derramada.
A artista australiana diz que suas pinturas fluidas transbordam e colidem, da mesma forma que os seres humanos com a natureza, e sua arte é para questionar como podemos viver de forma sustentável dentro do ambiente.
Nove cria suas obras-primas de forma sustentável. Ela diz que seu interesse pelo meio ambiente vem do seu pai, um artista e engenheiro que projeta sistemas de energia sustentável.

Uri Eliaz
A casa do artista israelense Rehov Eilat é lar de numerosas esculturas peculiares, que ele criou a partir de objetos que encontrou exclusivamente no oceano.
Mas ele não é apenas um escultor que transforma lixo em arte – ele também é um pintor que renuncia as típicas, telas caras que muitos artistas usam. Em vez disso, Eilat pinta em sacos de entrega, portas antigas e até mesmo grandes tampas da vasilha.

No comments:

clima e clima 2019

CLIMA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL Música: Cinema Paradiso, Ennio Morricone Interpretação: 2 Cellos Direção de Vídeo: Rafael Martine Direção ...