Monday, 1 April 2013

frases que expressavam o pensamento da década de 60

folha
http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u396750.shtml


Veja frases que expressavam o pensamento da década de 60

PUBLICIDADE
da Folha Online
Além dos confrontos entre estudantes contra policiais e soldados nas ruas e universidades da Europa, Maio de 68 foi também o período em que surgiram frases emblemáticas das novas idéias que surgiam. Elas apareceram em pichações, faixas, cartazes, e nas paredes das universidades.
Veja algumas das frases criadas pelos estudantes na época:
Efe
Policial aponta cassetete a rapaz em Berlim
Policial aponta cassetete a rapaz em Berlim
Liberdade
"Sejam realistas, exijam o impossível!"
"A imaginação ao poder"
"É proibido proibir"
"As paredes têm ouvidos, seus ouvidos têm paredes"
"Se queres ser feliz, prende o teu proprietário"
"O patrão precisa de ti, tu não precisas dele"
Poder
"Todo poder abusa. O poder absoluto abusa absolutamente"
"Todo poder aos conselhos operários (um enraivecido)
Todo poder aos conselhos enraivecidos (um operário)"
"Abaixo o realismo socialista. Viva o surrealismo"
"O poder tinha as universidades, os estudantes tomaram-nas. O poder tinha as fábricas, os trabalhadores tomaram-nas. O poder tinha os meios de comunicação, os jornalistas tomaram-na. O poder tem o poder, tomem-no!"
Efe
Texto: MAY141. PARIS (FRANCIA), 23/04/08.- Foto de archivo cedida por el Museo de la prefectura de la Policóa parisina que muestra los disturbios de mayo del '68 en Paris Francia. Esta escena muestra a la policóa deteniendo a dos estudiantes universitarios durante la huelga general que llevú al gobierno al borde del colapso. Las protestas llegaron a tal punto que el presidente de la Repblica, el general De Gaulle disolviú la Asamblea Nacional y se celebraron elecciones parlamentarias anticipadas el 23 de junio de 1968.EFE/Museo de la prefectura de la Policóa parisina ***S"LO PARA USO EDITORIAL***
Polícia detém estudantes universitários
Política
"Nós somos todos judeus alemães"
"A política passa-se nas ruas"
"Viva o poder dos conselhos operários estendido a todos os aspectos da vida"
"Trabalhador: tu tens 25 anos, mas o teu sindicato é do outro século"
"Todo reformismo se caracteriza pela utopia da sua estratégia, e pelo oportunismo da sua tática"
"Quando a Assembléia Nacional se transforma em um teatro burguês, todos os teatros da burguesia devem se transformar em Assembléias Nacionais"
"Juventude Marxista Pessimista"
Revolução
"Revolução, eu te amo"
"A revolução deve ser feitas nos homens, antes de ser feita nas coisas"
"Um só fim de semana não-revolucionário é infinitamente mais sangrento que um mês de revolução permanente"
"A revolução não é a dos comitês, mas, antes de tudo, a vossa.
Levemos a revolução a sério, não nos levemos a sério"
"Quanto mais amor faço, mais vontade tenho de fazer a revolução.
Quanto mais revolução faço, maior vontade tenho de fazer amor"
Universidade
"Abaixo a Universidade"
"Professores, sois tão velhos quanto a vossa cultura, o vosso modernismo nada mais é que a modernização da polícia, a cultura está em migalhas"
Solidariedade
Divulgação
Cartaz estudantil: "O movimento popular não possui templo"
Cartaz "O movimento popular não possui templo", feito por estudantes
"A sociedade nova deve ser fundada sobre a ausência de qualquer egoísmo e qualquer egolatria. O nosso caminho será uma longa marcha de fraternidade"
"Tu, camarada, tu, que eu desconhecia por detrás das turbulências, tu, amordaçado, amedrontado, asfixiado, vem, fala conosco"
Outros temas
"Abaixo a sociedade espetacular mercantil"
"Os limites impostos ao prazer excitam o prazer de viver sem limites"
"O sonho é realidade"
"Acabareis todos por morrer de conforto"
"O sagrado, eis o inimigo"
"Abaixo os jornalistas e todos os que os querem manipular"
"Abaixo o Estado"
"Viva o efêmero"
Fontes: livros "A Sociedade do Espetáculo" (Guy Debord), "Internacional Situacionista" (coletânia de textos publicados em Maio de 1968) e site Vilar de Mouros 1971

No comments: