Wednesday, 7 September 2011

cora coralina


O que importa na vida,
não é o ponto de partida,
mas a caminhada.

~ Cora Coralina


visitando a sua casa em GO, parei no parapeito da janela e olhando o banner, desenhei a Cora. A poesia veio depois, quando soube que ela usava lápis para tecer poesias...
*
*

Cora Coralina nasceu em 20 de agosto de 1889, na casa que pertencia à sua família há cerca de um século, e que se tornaria o museu que hoje reconta sua história. Filha do Desembargador Francisco de Paula Lins dos Guimarães Peixoto e Jacita Luiza do Couto Brandão, Cora, ou Ana Lins dos Guimarães Peixoto (seu nome de batismo), cursou apenas as primeiras letras com mestra Silvina e já aos 14 anos escreveu seus primeiros contos e poemas. "Tragédia na Roça" foi seu primeiro conto publicado.Em 1910 casou-se com o advogado Cantídio Tolentino Bretas e foi morar em Jabuticabal, interior de São Paulo, onde nasceram e foram criados seus seis filhos. Só voltou a viver em Goiás em 1956, mais de vinte anos depois de ficar viúva e já produzindo sua obra definitiva. 

O reencontro de Cora com a cidade e as histórias de sua formação alavancou seu espírito criativo.Cora Coralina faleceu em Goiânia, a 10 de abril de 1985. Logo após sua morte, seus amigos e parentes uniram-se para criar a Casa de Coralina, que mantém um museu com objetos da escritora.

2 comments:

Eliana f.v. - Li Andorinha - said...

Delicioso presente nos dá Mi querida!
Estou adorando teus desenhos sabiá?!
Amei esse da cora Coralina...e mais ainda essa beleza de poesia que fez para ela...Parabéns Mi!
Grata por sua presença preciosa em meu viver....
Um abraço bem apertadinho e cheio de bem querer...da Li

mimi said...

ei li querida
tenho tido meus direitos aos delírios, rabiscando cá e acolá... mas depois q o projeto comprou uma câmera profissional, tenho abandonado os desenhos... que chato ser multimídia! heheheheheeeeeeeeeeeee

beijos querida, grata SEMPRE pela presença