Tuesday, 5 February 2008

MICOTA


Tudo era uma lenda no Pantanal de Mato Grosso, sobre uma bela mulher negra com seu amor impedido por uma sociedade racista. Esta é a origem do nome da Baía Mariana, em Mimoso, local de nascimento do Marechal Rondon. Até que encontrei o Ivan e assim realizamos uma pesquisa e uma poesia, que para além de mitologia, trouxe a vida de sua bisavó, Micota.


Foto de João Carlos Gomes (águas do Pantanal), levemente modificada em photoshop
*..*.
.*


MICOTA

-- Ivan Belém & Michèle Sato --


A poesia nunca é abstração
nasce no ambiente vivido
no movimento dos astros
no som dos trovões
no canto dos pássaros
na magia das águas


A paixão é sempre construção
no ambiente protegido
no movimento das lutas
no som das vozes
no canto dos riscos
na magia das cores


(january08)

*..*.
.*

4 comments:

ivan said...

Querida Mimi, vc é um presente dos deuses e deusas em minha vida. Tenho certeza que a vó Micota intercedeu pra que isso acontecesse. Eu, um cronista, fazendo poesia, nunca imaginei...ainda mais com vc, uma grande poeta. Mais uma vez vc conseguiu me emocionar. Te amo. Sempre! bjos.

Michèle Sato said...

uhuuuuuuuuuu

que post mais emocionante, meu doce amigo...

Suas palavras são tributos, e fico feliz demais em poder chamá-lo de AMIGO.
*

além mar peixe voador said...

-Parabéns pela Poesia, linda homenagem !
aos Poetas e ao Fotógrafo
artbjs. vcs são incrívies,
talentosos, humildes ...lindos
de arrepiar...
quisera tomar um café com Micota
seu neto e a amiga Mi,
vossa virínia

Michèle Sato said...

seja muito bem-vinda, doce Vica

as águas pantaneiras te recebem, e nós tb.

beijão e agradecimentos!
*